Anônimo: Socorro buguei Se você for uma mulher, eu sou Igor. Se for um homem, sou lésbica. Se for uma planta, eu sou uma Igor Pires. Se for gay, eu sou mulher. E se for hétero, eu sou gay.

Resumindo: sou gay, me chamo igor pires, e já fui mulher. Hoje procuro mulheres, que já foram plantas mas que nasceram gays,

Anônimo: Você é Igor ou lésbica?

Se você for uma mulher, eu sou Igor. Se for um homem, sou lésbica. Se for uma planta, eu sou Igor Pires. Se for gay, eu sou mulher. E se for hétero, eu sou gay.

Anônimo: O que é pior: magoar quem gosta de você ou ser magoado pela pessoa que você gosta?‎

Desde já, muito obrigado pelas perguntas. É BEM DIFÍCIL as pessoas falarem comigo coisas tão legais a ponto de eu escrever textos e textos.

Bem, acho que ambos são bem chatos e desnecessários. É óbvio que ás vezes a gente não dimensiona e possui uma fórmula pronta de como não magoar ou ser magoado. Eu, por exemplo, me magoei com uns caras aí, mas acredito que mais por culpa minha. A gente fantasia muito. Espera muito. Crê muito. E tem que ser assim mesmo: quebrar a cara, os dentes, o corpo. Até aprender. E se revigorar. Novamente. E quebrar as pernas de novo. E rir. E se apaixonar, e magoar, sem intenção. E ser magoado, sem intenção (ou com intenção), whatever. Eu estava no tumblr da claudia esses dias, e ela respondeu uma ask de um anônimo que falava do medo, e ela respondeu tão simples e tão verdade que ó: apenas viva. Sem receio. Sem perder a vida por medo de. É horrível doloroso apavorante e super ruim ser machucado, assim como machucar. Mas também é horrível abraçar a ferida e querer morar com ela. 

Anônimo: O que a pessoa precisa ter/fazer para conquistar sua confiança, Igor?‎

Precisa discutir comigo sobre caio fernando e me dar livros sem eu pedir suhasuahsuah ou me indicar filmes bons, músicas boas. Tem que ler meus textos (eu só mostro pra eles) e dizer que estão maravilhosos e precisam fazer loucuras comigo. Veja você que fui dormir na casa de uma amiga-irmã, a mari, e a gente chorou de rir, literalmente, vendo aquelas páginas engraçadas do face sabe? HSIUAHSIUAHSAUI Eu sou uma pessoa beeeeeeeeeem divertida e meus amigos também são. A jessica arrota bem alto no macdonalds e a clara, apesar de distante, ainda faz meu coração disparar. De anseio, de culpa, de amor. Poderia falar tantas coisas que me permitem confiar, mas acho a simplicidade do seu abraço, a maneira como você fala comigo, os olhos, a calma. Tudo isso “conquista” minha amizade-confiança-corpo HAHAHAHA. Mentira, corpo não.

Anônimo: O ato de sentir torna algo real? É preciso provar para alcançar a veracidade de uma sentimento ou apenas a existência do mesmo o torna possível e real?

O ato de sentir prova que você - como algum pedaço de corpo no espaço, alguma prova de que algum divino existe e colocou aquilo ali em você, alguma coisa que faça você respirar e perder a pele, e se expor - existe. E isso já basta por si só. 

Anônimo: Esperar que a vida lhe trate bem porque você é uma boa pessoa é como esperar que um touro não te ataque porque é vegetariano. (Dennis Wholey) Então, se essa frase faz sentido, logo ela anularia o sentido de ''ação e reação'' e ''você colhe o que planta.'' Certo?!

a frase faz sentido? talvez 

Depende do contexto, veja bem: se você cuspir pro alto e sair de baixo do lugar provável que ele caia, nada vai acontecer. Agora se você permanecer (o mais difícil), você colherá a própria saliva no rosto. 

Eu não acredito muito no princípio da ação e reação, visto que a coisa em si, é imediata. Quando você bate o carro, em microssegundos seu air-bag surge e bum, te protege. Agora quando você planta amor, mesmo que a princípio pareça que não, você colhe-o também.

Já diria a bíblia que o amor, assim como todos os outros sentimentos, são pacientes. E uma flor não brota assim, do nada. 

Quintana também já dizia pra gente cuidar dos nossos jardins para que as borboletas venham até nós.

Sendo assim, não acredito que anularia e, se porventura anulasse, também haveria uma outra pra anular outra pra anular outra etc

Anônimo: E o que na sua opinião tornaria alguém insuportável?

Apesar da palavra ter uma sonoridade terrível, subentende-se que insuportável é aquilo que, ao longo do convívio, você não conseguiria suportar. Certo? Então, eu, igor, não suporto pessoas que objetificam as outras e aplicam conceitos universais à sua maneira. Por exemplo: vou te trair porque sou livre. Vou te machucar mas a culpa foi sua de ter criado expectativa. Vou brincar com seus sentimentos, me perdoa, mas eu não queria. 

Também não consigo conviver com pessoas mal-humoradas e mesquinhas de alma. Aquelas que não gostam de poesia, do céu, da chuva, dessas coisas que a vida dá sem cobrar nada.

Image and video hosting by TinyPic